Arquivo da tag: Halestorm

Musicas novas na programação da Metal Generation – junho 2016

A programação da Metal Generation esta recheada de musicas novas, listei as principais musicas que começaram a rolar na programação da rádio a partir de 1º de junho de 2016.

mg junho 2016Tem as novas musicas de Delain, Tarja Turunen, Rage, Iron Maiden, SOTO, Five Finger Death Punch, Lacuna Coil e Destruction. Também tem musicas que tinham saído da programação e voltaram como Personal Jesus do Marilyn Manson, Adrift do Soulspell Metal Opera e Mayen do Halestorm. E atendendo a pedidos de muitos ouvintes tem a entrada de Evanescence com Bring Me To Life na programação.

Se você acompanha a programação da Metal Generation a acha que tem musicas que ainda não tocam e deveriam entram na programação, é só mandar a sugestão pelas nossas redes sociais. Facebook e Instagram.

Para Ouvir a Rádio Metal Generation é só entrar aqui.

Delain – Suckerpunch

Taria Turunen – No Bitter End

Rage – The Devil Strikes Again

Iron Maiden – Death Or Glory

Marilyn Manson – Personal Jesus

Five Finger Death Punch – Wash It All Away

Halestorm – Mayen

SOTO – Unblame

Soulspell Metal Opera – Adrift

Primator – To Mars

Lacuna Coil – Ghost In The Mist

Jorn – Live To Win

Destruction – Under Attack

Evanescence – Bring Me To Life

 

Maximus Festival: Tudo sobre que você precisa saber sobre o festival

maximusfest-e1463767522566[1]

O Maximus Festival desembarcará pela primeira vez, no dia 07 de setembro, em São Paulo que, concentrado em um dia de muita música, vem com a ideia de mostrar o mais novo cenário do rock mundial com 3 palcos em Interlagos, onde os fãs terão a experiência de estar em um festival de padrão internacional. Serão mais 12 horas, com 11 bandas internacionais e 5 nacionais se revezando nos três palcos montados para o Festival, além de incríveis opções de entretenimento, gastronomia e diversão.

Os ingressos começam a ser vendidos no dia 23 de junho, quinta-feira, no site da Livepass. Serão duas categorias: Pista e Maximus Lounge, que terá open bar de cerveja, água, refrigerante, finger food e estacionamento incluídos no valor do ingresso.

Os portões serão abertos às 11h e os shows acontecem entre 12h30 e 23h, para facilitar o acesso ao transporte público. Confira valores e mais informações em “serviço” abaixo.

SERVIÇO – 1º MAXIMUS FESTIVAL EM SÃO PAULO:

Data: 7 de setembro de 2016 (feriado)
Local: Autódromo de Interlagos / Horário: das 12h30 às 23h
Abertura dos portões: 11h
Endereço: Interlagos/Av. Sen. Teotônio Vilela, 261, São Paulo – SP
Classificação: 16 anos
Ingressos de: R$ 120,00 a R$ 800,00 (ver tabela completa)

No palco Maximus, se apresentarão o headliner Rammstein, o Disturbed, que volta ao Brasil no seu auge, e mais três bandas norte-americanas, todas expoentes contemporâneos do gênero: Hellyeah, Halestorm e Hollywood Undead.

No palco Rockatansky, o público irá conferir a performance de um dos maiores ícones do hard rock, o norte-americano Marilyn Manson e os galeses do Bullet for My Valentine. Completam o line up os norte-americanos Black Stone Cherry e Shinedown, a banda finlandesa Steve ‘n’ Seagulls, além da brasileira Doctor Pheabes. Os dois palcos terão shows intercalados, para que o público não perca nenhuma das atrações.

O terceiro palco, o Thunder Dome, receberá os ingleses do RavenEye, além de quatro bandas brasileiras: Project 46, Farfrom Alaska, Woslom e Ego Kill Talent.

INSTRUÇÕES MAXIMUS MUSIC FESTIVAL:

Informações Gerais:

  • O Maximus Festival é um evento OUTDOOR. Não serão permitidos reembolso ou trocas;
  • Os portões abrem às 11h, no dia 7 de setembro.
  • Os horários dos shows dos palcos MAXIMUS e ROCKATANSKY serão intercalados. O horário exato de cada show será revelado antes da data do evento;
  • A censura do Maximus Festival é de 16 anos. Menores de 16 anos apenas acompanhados dos pais/responsáveis legais;
  • Cambistas, venda e revenda de ingressos de nenhuma maneira serão tolerados pelas autoridades;
  • No dia do festival, faça refeições leves, muitas vezes ao dia. Beba bastante água para manter-se hidratado;
  • Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Não será permitido o acesso com alimentos e/ou bebidas com o intuito de comercialização ou que possam representar riscos à segurança;
  • Na entrada do evento, o titular do ingresso será submetido a inspeções, revistas corporais e, se necessário, a remoção de objetos não autorizados;
  • Não será autorizado o acesso de qualquer pessoa que demonstre comportamento violento, agressivo ou contrário à ordem pública ou que se recuse a desfazer-se de objetos não permitidos ou não autorizados;
  • Todo e qualquer item levado, que não tiver a entrada autorizada, será DESCARTADO pela equipe de segurança;
  • Visite sempre o site do Festival para informações atualizadas. Detalhes do evento estão sujeitos a alteração.

Objetos Proibidos

  • Papel em rolo, jornais, revistas, bandeiras e faixas com mastro;
  • Alimentos: Apenas permitido alimentos industrializados, com a embalagem lacrada originalmente, como salgadinhos e bolachas. Frutas, apenas cortadas;
  • Garrafas, latas, vasilhames, copos de vidro ou qualquer outro tipo de embalagem contendo bebidas ou refrigerantes de qualquer natureza que, direta ou indiretamente possa provocar ferimentos;
  • Embalagens rígidas com tampa; cadeiras ou bancos; armas de fogo, armas branca, objetos pontiagudos cortantes ou perfurantes, fogos de artifício e objetos de vidro.
  • Animais – exceto cães guias identificados e acompanhados de portadores de deficiência visual.
  • Substâncias inflamáveis e ou corrosivas.
  • Máquinas fotográficas profissionais com lente intercambiável e filmadoras.
  • Capacetes de motos ou similares
  • Correntes, cinturões e pingentes
  • Qualquer outro objeto que possa causar ferimentos

Halestorm: Mayhen

halestorm-press-photo-2-credit-jake-giles-netter

O Halestorm atualmente está em turnê pelo Reino Unido com o Black Stone Cherry, e acabou de anunciar uma excursão pela América do Norte que contará com abertura de Lita Ford. Tudo isso promovendo o álbum mais recente “Into The Wild Life”, que foi lançado em abril do ano passado e cuja resenha você confere aqui. E esse álbum também acaba de gerar mais um single, “Mayhem”, que ganhou videoclipe:

Resenha: Halestorm – Into the Wild Life

halestorm_itwl_cover_800x800_3

O Halestorm vem passo a passo consolidando sua posição no mundo da música. Talvez alguém diga que o fato de a banda ter como vocalista uma mulher jovem e bonita ajuda nesse mundo ainda bastante masculino do rock n’ roll. Talvez tenha ajudado no início, mas a verdade é que o quarteto mostra neste novo disco que tem sim talento e capacidade para deixar sua marca impressa entre as bandas da segunda década dos anos 2000.

Isso significa que o trabalho do Halestorm é sensacional, inovador e único? Não, não é. Mas nem sempre é necessário reinventar a roda, basta usá-la da melhor maneira possível. E isso o grupo faz. “Into the Wild Life” é o terceiro disco na carreira da banda e traz 13 faixas na edição padrão e mais duas músicas bônus na edição deluxe.

É curioso como o Halestorm consegue reunir os elementos básicos que formam seu som de modo tão harmonioso: o pop e o rock. Claro, no final das contas trata-se de uma banda de rock, mas não tem como negar que existe um forte elemento pop, comercial mesmo, o que obviamente pode fazer com que o público do grupo seja um tanto mais amplo.

“Scream” é a faixa que abre o disco com uma pegada mais de rock alternativo e sem a força de outras canções que poderiam ter sido escolhidas para essa posição de destaque no repertório, como a faixa que vem na sequência, “I Am the Fire”. A música até começa bem sem graça, mas próximo à marca de um minuto ela ganha força e a bela Elizabeth ‘Lzzy’ Hale mostra a potência de sua voz.

Algumas canções exploram o lado mais alternativo do Halestorm, algo que se assemelha a jovens bandas norte-americanas, como é o caso de “Sick Individual”. Mas isso não significa que se trate de uma canção ruim, porque não é mesmo. Outras começam fracas e ganham vida como “Amen”. E ainda tem as baladas bem pop, como “Dear Daughter”, “Bad Girls World” e “What Sober Couldn’t Say”, com um trabalho de órgão bem legal que dá um ar nostálgico à canção.

Mas algumas são certeiras do início ao fim, como “Mayhem”, principalmente nas partes mais agressivas, “Gonna Get Mine” e “Like it Heavy”, ambas com algo de Southern rock, e “Apocalyptic”.

Neste caminho do rock, sem deixar de flertar abertamente com o pop, o Halestorm ainda é uma banda que vai crescer mais em popularidade se depender de discos com a mesma qualidade que este “Into the Wild Life”. Veremos o que o futuro reserva ao grupo.

Halestorm – Into the Wild Life

2015

Atlantic Records

01. Scream
02. I Am the Fire
03. Sick Individual
04. Amen
05. Dear Daughter
06. New Modern Love
07. Mayhem
08. Bad Girls World
09. Gonna Get Mine
10. The Reckoning
11. Apocalyptic
12. What Sober Couldn’t Say
13. Like It Heavy
14. Jump the Gun (Bônus)
15. Unapologetic (Bônus)

Fonte: Rock Online

Ouça o cover ¨Get Lucky” do Daft Punk gravada pelo Halestorm

halestorm

O grupo Halestorm liberou sua interpretação da música “Get Lucky”, originalmente da dupla Daft Punk. A faixa fará parte de seu próximo álbum “ReAniMate 2.0: The ConVeRs eP”, que chegará às lojas no dia 15 de outubro via Atlantic Records.

Essa será a continuação do EP de 2011, “ReAniMate: The CoVeRs eP”, que ganhou um Grammy. O novo disco contará com covers de artistas como Marilyn Manson, AC/DC e Judas Priest.

A cantora e líder do grupo, Lzzy Hale, comentou:

“Como nosso primeiro EP ‘ReANiMate’, as músicas desse repertório são uma coleção de nossas favoritas e que nos tragam desafios. Decidimos fazer uma produção mínima, com performances mais ao vivo”.

Ouça a versão:

Confira o repertório do EP:

01. Dissident Aggressor (do Judas Priest)
02. Get Lucky (do Daft Punk)
03. Shoot To Thrill (do AC/DC)
04. Hell Is For Children (de Pat Benatar)
05. Gold Dust Woman (de Fleetwood Mac)
06. 1996 (de Marilyn Manson)